Capítulo 32

Um mês depois, já recuperado de seus ferimentos e após umas boas férias, Marco, assim como Fernando tornou-se amigo pessoal do padre Bruno; Fernando mudou-se da sua antiga casa para uma melhor no centro de Mesquita; havia recebido uma promoção de patente e estava extremamente feliz principalmente porque novamente podia compartilhar a vida com suas adoradas Sarah e Paula.


Marco, por sua vez, também recebera uma promoção, agora era sargento e uma medalha por bravura. Aos olhos de todos da sociedade eles haviam enfrentado naquela noite chuvosa nada menos do que uma terrível emboscada realizada por bandidos e sobrevivido. Ele também estava se preparando para casar e iniciar uma nova vida com sua noiva e futura esposa; Ana Bruna a quem conhecera logo depois dos acontecimentos medonhos.

Bruno fez a si mesmo um juramento silencioso de que permaneceria em Mesquita tanto tempo quanto fosse necessário e empenharia todos os seus esforços para defender a cidade das forças externas que estavam tentando plantar suas sementes, entretanto não era mais ele o padre responsável pela paróquia; Bruno preferiu se manter apenas como uma sentinela, e a pedido de Fernando colocou o corpo de Erom em outro cemitério da cidade junto com o do padre Giovanne, providenciou também um memorial extremamente ornamentado onde dizia:

“Em memória de Martina Klaus Chagas e Raniere Andreas Rovereto Merano, aqui jaz Erom Andreas Chagas; Caçador de vampiros.”




FIM